Violão – Um pouco de Sua Historia

Violão – Um pouco de Sua Historia

17 de maio de 2021 1 Por wellivan

O violão ou violão clássico é um dos instrumentos de corda mais famosos. É amplamente utilizado na música popular e clássica sozinho ou com outros instrumentos.

Estrutura do Violão

O violão consiste em três partes principais: cabeça, pescoço e corpo. A cabeça (às vezes chamada de mão) é presa à ponta do braço. Em cada lado do cabeçote há cordas chamadas “pregos” (ou “dados”), que são enroladas em cordas. Cada corda tem um gancho. Para afinar, o músico gira as estacas para um lado ou outro. O braço é conectado ao corpo da guitarra. Ao longo dele, há uma série de filetes verticais chamados filetes. O problema divide o pescoço em vários quartos. Casas diferentes podem ajudar os guitarristas a produzir notas e acordes diferentes.

O violão consiste em três partes principais: cabeça, pescoço e corpo. A cabeça (às vezes chamada de mão) é presa à ponta do braço. Em cada lado do cabeçote há cordas chamadas “pregos” (ou “dados”), que são enroladas em cordas. Cada corda tem um gancho. Para afinar, o músico gira as estacas para um lado ou outro. O braço é conectado ao corpo da guitarra. Ao longo dele, há uma série de filetes verticais chamados filetes. O problema divide o pescoço em vários quartos. Casas diferentes podem ajudar os guitarristas a produzir notas e acordes diferentes.

 

 

 

 

 

 

1 – Tampo: parte frontal do corpo do violão;

2 – Rastilho: pecinha que segura as cordas e fica no corpo do instrumento;

2 – Cavalete: peça de madeira que serve para prender o rastilho;

3 – Boca: orifício no corpo do violão, responsável pela propagação do som;

4 – Cordas: feitas de aço ou nylon e que, após feridas, produzem o som;

5 – Braço: parte onde ficam os trastes, casas e escala do instrumento;

6 – Trastes: pecinhas de metal que dividem as casas do violão;

7 – Casas: onde se localizam as notas no braço do violão;

8 – Pestana: localizada na parte superior do braço do violão, por onde passam as cordas;

9 – Tarraxas: tem a função afinar as cordas do violão

10 – Cabeça (ou mão): onde ficam as tarraxas e a pestana

 

 

Historio do Violão

O violão pode ter surgido na Espanha no início do século XVI. Originou-se do chamado violão latino, instrumento de quatro cordas que existia no final da Idade Média. Os corpos das primeiras guitarras eram mais estreitos, profundos e menos curvos do que as guitarras atuais. Foi só no século XIX que o luthier espanhol (fabricante de guitarras, violas, violino e violoncelo) Antonio de Torres deu à guitarra a sua forma e tamanho atuais. No Brasil, o violão chega em português.

 

Algunhas Curiosidades

  • Você sabia que o violão tem apenas quatro cordas?

Uma curiosidade interessante sobre a evolução do violão é o acréscimo da 5ª corda. Até certo período, o violão possuía apenas 4 cordas. Mas no final do século 16, Vicent Espinel acrescentou a quinta corda (corda A) ao instrumento. Acredita-se que ele acrescentou essa corda para tocar alaúde e vihuela com o violão. O compositor e violonista espanhol Gaspar Sanz confirmou essa teoria. Outra curiosidade aqui é que o violão passou a se chamar “violão espanhol” após a adição da quinta corda.

  • Mudar o nome da Violao

Estamos aqui para nos dizer que, embora usemos o termo guitarra, a maioria dos países usa “guitarra” para se referir a este instrumento. Por exemplo, nos Estados Unidos, “guitarra elétrica” ​​refere-se a guitarras elétricas, ou seja, nossas guitarras. Para se referir ao violão, eles usam o termo “violão” ou “violão popular”. Mas você sabia que alguém tentou mudar o nome aqui no Brasil para “guitarra”? No entanto, muitas pessoas discordam e, como vimos, a ideia ainda não está completa.

  • Cordas de violão antigas

Outra curiosidade, que pode não agradar a muita gente, é que antigamente as cordas de violão eram feitas de intestinos de ovelha. Além disso, as tripas de outros animais também são usadas para isso.

Para chegarmos no final do nosso poste!

Como vimos aqui, a nossa guitarra espanhola não tem um criador ou origem específica, por isso é necessário compreender a origem e etimologia de outros instrumentos antigos para compreender a história da guitarra. No entanto, no que diz respeito ao desenvolvimento da guitarra, ela sofreu muitas modificações ao longo dos anos, por isso hoje temos instrumentos de vários tamanhos. Assim, você pode escolher o instrumento que melhor se adapta ao seu estilo, gosto, etc. É possível até fazer uma guitarra customizada através de um luthier. A história da guitarra é muito longa, se você é apaixonado por ela vale a pena aprender mais sobre ela.