Curiosidade Sobre O Surgimento Da Musica

Curiosidade Sobre O Surgimento Da Musica

24 de maio de 2021 0 Por wellivan

A história da música é muito longa, porque as pessoas produziram diferentes formas de som desde o início. Portanto, lembre-se que a música é uma arte que harmoniza som, ritmo, melodia e harmonia entre os sons. Todos esses elementos são importantes e podem nos levar a outro tempo e espaço, guardar memórias e revigorar emoções.

na Pré-História

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O ser humano tem uma longa relação com a música, e a música é uma das mais antigas formas de expressão cultural. Mesmo no período pré-histórico, há mais de 50.000 anos, os humanos começaram a desenvolver ações sonoras com base em observações de fenômenos naturais.

O som das ondas batendo na praia, o som do trovão, a comunicação entre os animais, o som do vento sacudindo as árvores, o bater do coração, tudo isso afeta os sons que as pessoas fazem ao explorar seus corpos. Por exemplo, o som da palma da mão, o som do pé no chão, o próprio som e assim por diante.

Na época, esses experimentos não eram considerados propriamente arte e estavam relacionados à comunicação, aos rituais sagrados e às danças. Veja também: arte pré-histórica

Evolução da Música

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No antigo Egito, no século 4 aC, a música era muito popular e constituía um importante elemento religioso. Os egípcios acreditavam que essa forma de arte era invenção de Thoth, outro deus que Osíris a usava como forma de civilizar o mundo. A música é usada para complementar os rituais sagrados da agricultura circundante, que é predominante na área. Os instrumentos musicais usados ​​são a harpa, flauta, percussão e guzheng – que é um instrumento de cordas derivado da lira.

na Mesopotâmia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Na Mesopotâmia, localizada entre o Tigre e o Eufrates, existem sumérios, assírios e babilônios. Harpas com 3 a 20 cordas foram descobertas em áreas onde vivem os sumérios. Estima-se que esses objetos tenham mais de 5.000 anos. Também foi descoberto que os Sitars pertenciam aos Assírios.

na China e na Índia

 

 

 

 

 

 

Na Ásia, por volta de 3.000 aC, eventos musicais floresceram na Índia e na China. Nessas áreas, também está intimamente relacionado à espiritualidade. Entre os chineses, o instrumento mais popular é o Guzheng, e o sistema de música utilizado é o pentatônico-pentatônico. Na Índia, em 800 aC, o método musical é “ragas”, que não usa notas, mas é composto de tons e semitons.

Grécia e em Roma

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Podemos ver que a cultura musical da Grécia antiga desempenhou um papel de elo entre os humanos e os deuses. Tanto é verdade que a palavra “música” vem da palavra grega mousikē, que significa “arte da musa”. A Musa é a deusa que guia e inspira a ciência e a arte.

É importante notar que o grande filósofo grego Pitágoras foi o responsável por estabelecer a relação entre matemática e música, descobrindo notas e intervalos. Como todos sabemos, na Roma antiga, muitas formas de expressão artística são herança da cultura grega, como a pintura e a escultura.

Portanto, suponha que o mesmo aconteça com a música. No entanto, ao contrário dos gregos, os romanos apreciavam essa arte mais amplamente a cada dia.

Música no Século XX

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No século XX, a música apareceu com um novo visual e, com o advento do rádio, grandes mudanças ocorreram.

As novas tecnologias e os apoios à gravação e divulgação musical ajudam a popularizar esta linguagem artística e a projetar cantores e compositores, porque não dependem apenas de concertos. Por meio de escolhas variadas, o público passou a ter contato com outros tipos de música.

Também é importante destacar a existência de música tonal, ou seja, não possui centro tonal ou tons dominantes. Existem também dodecaedros, que tratam as doze notas da escala de cores como equivalentes. Alguns artistas também passaram a agregar novos elementos às suas obras, como instrumentos musicais e objetos sonoros até então não explorados.

Hermeto Pascoal, multi-instrumentista brasileiro, é um exemplo, que extrai sons de objetos do cotidiano, como flautas e pianos, além de chaleiras, pentes, copos d’água e brocas dentais. A compositora Adriana Calcanhoto também possui um projeto de música infantil que utiliza diversos brinquedos para criar sua própria obra.

Podemos citar figuras famosas da música do século 20: Heitor Villa-Lobos do Brasil, Igor Stravinsky da Rússia, Fela Kuti da Nigéria, Chiquinha Gonzaga do Rio, Louis Armstrong dos Estados Unidos, Lili Boulanger da França, Astor da Argentina Piazzolla e muitos outros.

Veja Tambem

A Melhor Forma Das Unhas Para Tocar Violão
Violão Para Canhoto Dicas